quarta-feira, 8 de abril de 2009

A Ameaça Chegou ao Campo

Estou fazendo um curso de especialização em Homeopatia na Universidade Federal de Viçosa, curso excelente e que estou gostando muito. Na ultima aula discutimos a questão do uso (discriminado?) de agrotóxicos nas lavouras e culturas de um modo geral e ficamos estarrecidos com os casos de contaminação e intoxicação que estão acontecendo e ninguém fala nada ou quem fala é abafado pelo grito e poder/ganância das multi nacionais. Essas empresas vendem o veneno te contamina e depois vendem o medicamento num perfeito ciclo, coisa de cinema tipo ficção cientifica!
O trabalho que tenho que apresentar na próxima aula é uma entrevista com alguém que já foi vitima de contaminação por esses venenos, perguntei a minha funcionária se conhecia alguém, ela disse que conhecia só que seria impossível eu entrevistá-lo, ele havia ficado louco, doido mesmo, preso no mundo dele, não falava coisa com coisa. Para entender a trajedia nessa família ele é pai de sete filhos! Imagine a dificuldade que passou ou passa essa família. Vale a pena produzirmos alimentos com esses venenos? Essa é a grande questão, estamos dominados por um sistema que está se auto devorando e não esta chegando a lugar nenhum, por causa de centavos estamos sacrificando pessoas, e o meio ambiente em que vivemos, Isso não e justo!. Por isso eu faço esse curso para que eu possa produzir alimentos com qualidade e sem veneno, Homeopatia pra min é sinônimo de libertação no caso de tratamento de pragas podemos ficar livres desses venenos e ter uma vida mais equilibrada.
E tem um veneno que está proibido na Alemanha e é vendido livremente aqui e com o (sugetivo?) nome de Gaúcho, o povo trabalhador, responsável e que eu admiro muito, o povo do Rio Grande tem que mandar tirar esse nome. Quem fabrica é a Bayer. Se é Bayer é Bom?? Pra quem? Pra empresa? Para o meio ambiente? Para o agricultor?

Sobre os Ôns Japaoneses

Os Ôms Japoneses: Ônkotáva? Ônkotô? Ônkovô? Esse é o dilema de todo empreendedor, já detectei que ser empreendedor é ser um ete...