terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Sobre os Ôns Japaoneses




Os Ôms Japoneses:

Ônkotáva?

Ônkotô?

Ônkovô?

Esse é o dilema de todo empreendedor, já detectei que ser empreendedor é ser um eterno insatisfeito, nunca estar contente com o que já se fez, afinal o dia de ontem, tendo sucesso ou fracasso o dia já acabou e temos um novo cenário de luta pela frente. É uma luta constante, matar um leão por dia. Quando penso nessa angústia que não tem fim acabo pensando em como minha vida seria diferente se tivesse tomado outros rumos, se tivesse feito outras coisas, seguido em outras direções profissionais, acabo por me acalmar por dois motivos: Primeiro, sou apaixonado pelo que faço, segundo se tivesse tomado outros rumos estaria angustiado do mesmo jeito!
Acho de extrema importância rever todos os dias os nossos "Ôns" para que nunca possamos para de lutar por um sonho, (sem essa de falar que na padaria tem sonho mais fácil, hehehe).
Nesse momento estou na batalha para emplacar a venda de maionese e Ketchup, comprei a máquina já faz um tempinho, tive que colocar o projeto de lado por causa da mudança de endereço da Pizzaria, mas estamos indo, ontem ficou pronto um reservatório que aumentará a produção, vamos que vamos!
Sei que as palavras estão um pouco desconectadas, mas ainda é a trava de falar o que penso aqui e que se Deus quiser isso irá acabar, não vejo a hora das palavras saírem do coração, em jatos, jorrando!

* Na foto que escolhi temos o exemplo da abelhas, elas nunca se questionam por que fazem, simplesmente fazem todo dia o delicioso mel. Valeu abelhinhas pelo exemplo. Nessa foto aí elas são da espécie Jataí.

Sobre os Ôns Japaoneses

Os Ôms Japoneses: Ônkotáva? Ônkotô? Ônkovô? Esse é o dilema de todo empreendedor, já detectei que ser empreendedor é ser um ete...