quinta-feira, 16 de abril de 2020

A falta que a normalidade nos faz

Hoje na pizzaria recebi uma visita, nesses tempos que não se pode receber visitas. Veio o meu grande amigo Cristiano Sena, veio comer uma pizza e tomar umas cervejas, comentamos sobre a vida e o que mais se fala nesse dias de Pandemia, crise, vida, medo e quando isso irá terminar. Quando a guerra irá terminar, quando poderemos sair e sermos como antes, sermos livres para abraçar e conviver com as pessoas que amamos. nunca no Brasil, no nosso território enfrentamos exército inimigo e a nossa sensação é que um exército avança lentamente, mas avança, ouvimos falar de mortes, de mentiras, verdades e fake news, comprovando que a primeira coisa que morre na guerra é a verdade. Falamos da vida, como era a vida antes disso tudo e a certeza de que tudo, nunca será como antes. Pensamos em algumas soluções para o que a nossa imaginação e ingenuidade pensa como será o amanhã. depois de umas sete cervejas, porção de fígado de galinha, é uma pizza chegamos na conclusão que é bom demais ter amigos e como faz falta um buteco e cerveja com amigos, regada a cerveja gelada. Depois de 30 dias de quarentena o Xará precisava mesmo de cerveja e papo bom, e eu também! Posso ir, pois se eu nasci foi pra um dia morrer, não que eu queira agora, mas a Pandemia pode tirar a minha vida, pode tirar tudo de mim, mas, nunca irá tirar o que eu vivi e senti! mais um dia na resistência! Seguimos firmes! 



Imagem de Alissa Ohara para o movimento de resistência! Adoro e tem tudo a ver! 

A arte Alissa Ohara para o movimento Comida de Resistência Foto: Reprodução

Um comentário:

Comente! o que vc achou?

Nosso Cardápio