terça-feira, 8 de maio de 2012

Temperando a Sustentabilidade



Tem pessoas que falam que somos loucos e bobos ao mesmo tempo por insistir em acreditar em nossas idéias. Quando resolvo fazer tempero ao invés de comprar um que vem de longe, algumas pessoas ficam me questionando sobre o trabalho que dá, na perda de tempo que é fazer certas coisas afinal, basta ir ao mercado e comprar, por que perder tempo em fazer?
Não penso assim se quero ter uma empresa sustentável tenho que lutar por pequenas coisas que no final para min será uma grande diferença. E as pessoas pensam que tudo tem que ser grandioso para se fazer diferença. E não é bem assim, com pequenos gestos, que vão se somando no final temos um grande resultado.
Foi assim que colhi um pouco de urucum para fazer coloral, não sei se voçê sabe mas esse tempero mineiro feito de sementes vermelhas evita que o frango ao cozinhar fique com aquele aspecto branquelo que eu particularmente detesto. Em outras regiões eles chamam de colorífico.
Voltando a questão do tempo eu gosto de fazer meus temperos, gosto de debulhar, retirar as sementes, sobrar na peneira para retirar as casquinhas, esquentar no óleo para retirar todo o vermelho das tais sementinhas, sinto uma paz, sei lá o que mais fazendo isso. Tem também o fato de padronizar o sabor (para melhor é claro) me dá uma tranquilidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! o que vc achou?

Nosso Cardápio