terça-feira, 8 de maio de 2012

Desinformação




Fico esperando a segunda feira para comprar o jornal Estado de Minas com o suplemento de agricultura. Quero falar para voçês que minha paixão pelo campo e avassaladora e que um dos meus sonhos e produzir alimentos.
Por coincidência das mais felizes eu cursei o curso já aclamado de Homeopatia na universidade de Viçosa curso que é referencia para a América Latina.Entrei no curso achando que era de homeopatia de humanos e o curso era mais completo abrangia homeopatia de águas, solos, animais, plantas e também o ser humano, por isso a feliz coincidência.
 Fiquei estarrecido com o artigo publicado por José Annes Marinho no suplemento Agricultura do Jornal Estado de Minas do dia 07/05/2012  dizendo que a sociedade só tem a ganhar com a produção de alimentos com o uso de agrotóxico. Não entendi usar veneno na agricultura é bom? É bom pra quem? Este senhor é patrocinado por alguma empresa? Ele diz no artigo que '' Há muitos fatos que levam pessoas a discorrerem e buscarem explicações, quase sempre, infundadas sobre esta tecnologia'' no caso leia-se Agrotóxico como tecnologia de produção de alimentos limpos segundo o nosso autor deste artigo.
Agrotóxico é acumulativo?  E as pesquisas que dizem dos malefícios, são terrorismo de eco xiitas? Este senhor deveria se envergonhar de dizer que agrotóxico é seguro e o pior é ele chamar veneno de defensivo...
Falar que as plantas não produzem sem agrotóxico é uma coisa, pois algumas espécies foram feitas para só produzirem com agrotóxico e adubo químico, mas dizer que isso é bom e que existe níveis de quantidades que podemos ingerir, devemos então pela visão deste senhor banir a propaganda contra o cigarro, afinal para o Engenheiro existe níveis aceitáveis de exposição ao tabaco, nicotina, arsênico existente no fumo.
Este engenheiro presta um desserviço ao povo brasileiro, onde somos campeões de uso de agrotóxico e não defensivo, alias foi a pressão da população é que proibiu o uso de DEFENSIVO pra se referir a AGROTÓXICO.
E as mortes pela exposição ao veneno? Seria mera fatalidade? Ou o não uso de EPI? francamente fiquei decepcionado com o Jornal Estado de Minas por permitir este respeitável doutor engenheiro escrever esta besteira no seu jornal.
Outa coisa absurda e ele defender veneno para baratear alimentos e o custo com a saúde onde fica?
Que coisa... depois reclamam da queda nas vendas de jornal. também com um artigo que defende o indefensável podemos acreditar em tudo até em teorias conspiratórias como a que sumiu com o livro O Futuro Roubado que fala sobre os agrotóxicos. Este livro desapareceu das prateleiras a editora não quer reedita-lo será porque? Falta de interesse do público em saber a verdade ou ocultação de provas voçê escolhe em quem acreditar. O autor do artigo que diz que é impossível produzir sem agrotóxico e as pesquisas feitas por pesquisadores independentes que dizem que o agrotóxico faz mal? e como fica a saúde do trabalhar rural, da fauna e da flora. Passarinho usa EPI?
Certa vez um amigo me disse que preferiria que seus filhos não estudassem a ser porta voz de campanhas a favor de substâncias nocivas ao meio ambiente. Concordo com ele e prefiro que o meu filho não faça curso superior se ele tiver que defender a industria da morte. Como este senhor que provavelmente estudou em instituições públicas com o dinheiro de contribuintes e que hoje não presta serviço ao povo brasileiro e sim a industria de agrotóxico e que nem o lucro fica aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! o que vc achou?

Nosso Cardápio